Envelhecimento na agenda global

Envelhecimento na agenda global

Do dia 29 de janeiro até o dia 7 de fevereiro, aconteceu a 56ª sessão da Comissão de Desenvolvimento Social das Organizações das Nações Unidas (ONU) em Nova York. Este ano, na ocasião do terceiro ciclo de revisão do Plano Internacional sobre o Envelhecimento de Madri (MIPAA), foram discutidos políticas públicas voltadas a pessoas idosas. O Plano Internacional de Madri de 2002 ainda é o único instrumento internacional voltado ao envelhecimento. A implementação do Plano é voluntária e desta maneira a demanda para uma Convenção Internacional de Direitos Humanos da Pessoa Idosa está aumentando cada vez mais.

A implementação é avaliada há cada 5 anos e os resultados das avaliações nacionais e regionais são discutidos na Comissão de Desenvolvimento Social. Durante a Comissão, as organizações da sociedade civil, em conjunto com governos e agências do sistema da ONU, sempre organizam eventos paralelos. Nossa diretora técnica Ina Voelcker participou como palestrante de um destes eventos paralelos falando sobre a importância da abordagem de baixo para cima, ou seja, do protagonismo do idoso na formulação, implementação e avaliação de políticas públicas. O evento, organizado pela ONG internacional HelpAge International, teve também a participação de duas pessoas idosas, o senhor Elisha Sibale, diretor executivo da organização Good Samaritan Social Service Trust (Tanzânia) e a senhora Shashi Tyagi, c0-fundadora da GRAVIS (Índia). Eles falaram da situação de pessoas idosas nos seus países. O evento foi moderado pelo CEO da HelpAge International, Justin Derbyshire.