Faltam poucos dias até o VI Fórum Internacional da Longevidade

Faltam poucos dias até o VI Fórum Internacional da Longevidade

Estamos há poucos dias do VI Fórum Internacional da Longevidade, evento organizado pelo Centro Internacional de Longevidade do Brasil (ILC-BR), em colaboração com a Bradesco Seguros e a UniverSeg. O evento será realizado nos dias 22 e 23 de novembro, no Rio de Janeiro e reunirá especialistas e personalidades nacionais e internacionais, que apresentarão suas pesquisas, experiências e reflexões para uma plateia formada por gerontólogos, profissionais da área de saúde, estudiosos da longevidade e autoridades públicas de diversas áreas.

O panorama populacional brasileiro mostra que as pessoas vivem cada vez mais em paralelo a um acentuado declínio da natalidade, resultando em uma rápida inversão da pirâmide populacional. O Brasil hoje tem cerca de 30 milhões de idosos, duas vezes mais que há vinte anos, devendo alcançar 67 milhões em 2050. Estamos diante da Revolução da Longevidade com o aumento contínuo do número de idosos e diminuição progressiva do número de jovens. Suas implicações impactam a sociedade como um todo e teremos que nos preparar para um futuro cada vez mais longevo.

Nesse contexto, o tema abordado nesta edição do Fórum será “Desenhando o futuro da longevidade”. “Será uma ótima oportunidade para discutirmos desenvolvimentos tecnológicos e outros avanços científicos e examinar como eles influenciarão o futuro de indivíduos, comunidades e da sociedade. O objetivo é também explorar a relação entre estas mudanças e o envelhecimento populacional na academia, mídia, empresas, governos e o setor não-governamental”, afirma o gerontólogo Alexandre Kalache, chair do evento, ex-diretor do Departamento de Envelhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), presidente do Centro Internacional de Longevidade (ILC-BR), co-presidente da Aliança Global de ILCs e consultor do Grupo Bradesco Seguros para assuntos relacionados à longevidade.

A programação incluirá painéis e debates dos seguintes especialistas: Stephen Johnston, co-fundador da Aging 2.0 e mestre em Economia pela Harvard Business School; João Sequeira Carlos, diretor do Serviço de Medicina Geral e Familiar do Hospital da Luz Lisboa (Portugal); Anne Margriet Pot da Organização Mundial de Saúde (Suíça); Peter Lloyd-Sherlock da Universidade de East Anglia (Reino Unido); Anna Dixon do Centre for Ageing Better (Reino Unido); Eberhart Portocarero-Gross, especialista em Medicina de Família e Comunidade; Lia Vieira, escritora e especialista em relações étnico-raciais (Brasil); Marília Berzins, presidente do OLHE (Brasil); Alexandre Silva da Faculdade de Medicina de Jundiaí (Brasil); Lygia Pereira do Instituto de Biociências – USP (Brasil); Marília Louvison da ABRASCO (Brasil); Tânia Petraglia da SBIm-RJ (Brasil); Karla Giacomin, médica geriatra da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte (Brasil); Laura Machado da InterAge Consultoria em Gerontologia (Brasil); Mariza Tavares, colunista do G1/TV Globo (Brasil); Ana Amélia Camarano do IPEA (Brasil); Marcelo Caetano, secretário de Previdência do Ministério da Fazenda (Brasil); Carlos André Uehara do Centro de Referência do Idoso da zona Norte, São Paulo (Brasil); Raúl Hernán Medina Campos do Instituto Nacional de Geriatria (México); Gill Windle da University of Bangor (Reino Unido); Louise Plouffe do Comitê Ottawa Amiga do Idoso (Canadá) e a Baronesa Sally Greengross do Centro Internacional de Longevidade do Reino Unido.

As inscrições já esgotaram.

VI FÓRUM INTERNACIONAL DA LONGEVIDADE-DIA 1 VI FÓRUM INTERNACIONAL DA LONGEVIDADE-DIA 2