Imunização ao longo do curso de vida – importante medida de saúde pública

No dia 5 de outubro, organizamos um seminário sobre a importância das vacinas ao longo do curso de vida. O seminário que ocorreu no Centro Integralidade do Iamspe em São Paulo, atraiu profissionais de saúde do Estado de São Paulo.

O seminário foi organizado diante do fato que, apesar do cenário de rápido envelhecimento populacional, há, no Brasil, a falsa percepção de que “vacinação é coisa para as crianças” – o que leva a uma grande perda de oportunidade de melhorar a saúde da população que está envelhecendo e de maneira acelerada. Hoje, no Brasil, há 47 milhões de pessoas acima de 50 anos (equivalente a população total da Espanha). Nos próximos 30 anos, este número vai duplicar e superará em termos absolutos a população atual da Alemanha – hoje o país mais populoso da União Europeia. O potencial do impacto da vacinação de adultos é imenso, podendo contribuir para uma melhoria substancial da saúde e da qualidade de vida. É também um campo incipiente, com muitos aspectos a serem explorados.

Para discutir este assunto, reunimos um grupo de especialistas. A Dra. Helena Sato, Membro do Comitê Técnico Assessor do Programa Estadual e Nacional de Imunizações, trouxe a visão de especialista sobre imunização ao longo do curso de vida. Já a geriatra Dra. Maisa Kairalla falou sobre a vacinação com uma aliada para o envelhecimento saudável. A Dra. Maisa é Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, seção SP e coordenadora do Ambulatório de Transição de Cuidados da UNIFESP.

O Dr. Carlos André Uehara, vice-presidente da SBGG Nacional, compartilhou sua experiência como diretor executivo do Centro de Referência do Idoso da zona Norte de São Paulo, trazendo uma visão de geriatra sobre imunização na atenção primária à saúde. A nossa conselheira, Dra. Marília Louvison, Professora doutora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e Presidente da Associação Paulista de Saúde Pública, falou sobre a imunização como medida de saúde pública. Depois das apresentações, o Dr. Alexandre Kalache moderou um debate sobre o tema.

O seminário foi organizado com apoio do Iamspe, patrocínio da MSD Farmacêuticas e em parceria com a Universidade Aberta à Terceira Idade da USP.