Veranópolis conclui mais uma etapa do projeto “Municípios para todas as idades”

Na primeira semana de maio, foram entregues à população os resultados de uma pesquisa realizada com a população de Veranópolis, município nacionalmente conhecido como “Terra da Longevidade”. Objetivo desta apresentação foi a validação dos resultados de uma pesquisa que perguntou aos moradores da cidade como é envelhecer nela, quais os aspectos positivos e quais os negativos para uma pessoa idosa que vive em Veranópolis. Os participantes da pesquisa também deram sugestões sobre o que poderia ser melhorado para aumentar a sua qualidade de vida.

Prefeito e Presidente do Conselho do Idoso com equipe da AVAES, UFRGS e do ILC-BrasilEsta pesquisa faz parte de um projeto desenvolvido em colaboração entre o Conselho Municipal do Idoso, a Prefeitura, a Associação Veranense de Assistência em Saúde (AVAES) e o Centro Internacional de Longevidade Brasil (ILC-Brasil). O projeto origina de uma parceria entre o ILC-Brasil e a CPFL Energia que tem como objetivo a promoção do envelhecimento ativo nos municípios brasileiros através de iniciativas “amigas do idoso”. O projeto de Veranópolis está sendo desenvolvido com uma verba da RGE S.A., empresa da CPFL Energia, que destinou parte do seu imposto de renda ao Fundo do Idoso.

Durante a pesquisa de campo foram ouvidos cerca de mil idosos veranenses, de todas as partes do município, como também algumas pessoas mais jovens para contribuir a harmonia entre as gerações e aumentar o reconhecimento do envelhecimento como um processo de curso de vida. Alguns pontos que foram destacados na pesquisa são a preocupação com a proteção de assaltos e roubos e com as calçadas que dificultam a mobilidade do idoso no município. Atividades regulares, como cursos de informática, foram indicadas como iniciativas necessárias para aumentar as oportunidades de participação e aprendizagem para a população idosa.

Os resultados serão publicados durante o mês de junho e servem como base para o desenvolvimento de um plano de ação com atividades voltadas à população idosa de Veranópolis. Uma vez que o plano de ação estiver pronto, Veranópolis pretende aderir à Rede Global de Cidades e Comunidades Amigas do Idoso da Organização Mundial de Saúde. Esta Rede foi estabelecida para apoiar cidades ao redor do mundo que abraçaram a iniciativa “Cidade Amiga do Idoso”, iniciada em 2006 pelo Dr. Alexandre Kalache, o então Diretor do Departamento de Envelhecimento e Curso de Vida da OMS e hoje Presidente do ILC-Brasil.

 

 Mais informações: 

Notícia sobre a apresentação dos resultados no site da Prefeitura de Veranópolis

Notícia sobre o projeto e apresentação dos resultados na Rádio